Category: Notícias

Kiko Celeguim visita o município de Mauá para mais uma noite de diálogo

Na noite da última sexta-feira (24), o pré-candidato a deputado federal e vice-presidente do PT de São Paulo, Kiko Celeguim, esteve em Mauá.

Foto: Rede social

Ao lado do companheiro de partido e pré-candidato a deputado estadual, Rômulo Fernandes (PT), Kiko conversou com apoiadores e munícipes, sobre as demandas do município de Mauá, sobre o futuro do nosso estado de São Paulo e do Brasil.

Foto: Rede social
Foto: Rede social
Compartilha!
Ler Mais

Datafolha: Haddad (PT) lidera com 28% e confirma favoritismo ao governo do Estado de São Paulo

O Datafolha entrevistou 1.806 pessoas acima de 16 anos, entre os dias 28 e 30 de junho, em 61 cidades do Estado

Na noite de ontem, quinta-feira (30), o Jornal Folha de São Paulo divulgou a pesquisa do instituto Datafolha para o governo do Estado de São Paulo. A pesquisa mostra que o ex-ministro da educação dos governos Lula e Dilma e ex-prefeito da capital paulista, Fernando Haddad (PT), lidera com 28% das intenções de voto no primeiro turno.

Foto: Allan Machado

Em segundo lugar, vem o ex-governador de São Paulo, Márcio França (PSB), com 16%. Tarcísio Gomes de Freitas (Republicanos), ex-ministro da infraestrutura e aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), aparece com 12% das intenções de voto. O atual governador de São Paulo e aliado do ex-governador João Doria (PSDB), Rodrigo Garcia (PSDB), aparece 10%. Considerando a margem de erro de 2 pontos percentuais, Tarcísio e Garcia estão empatados tecnicamente. Felício Ramuth (PSD) e Gabriel Colombo (PCB), somam 2%. Vinicius Point (Novo), Abraham Weintraub (PMB), Altino Junior (PSTU) e Elvis Cezar (PDT), aparecem com 1%. Brancos e nulos, somam 16% e não souberam 9%.

Foto: Luis Blanco/Governo de São Paulo

No segundo cenário, onde o Datafolha, retira o nome de Márcio França (PSB), Haddad (PT) leva ainda mais vantagem e cresce 6%, chegando a 34% das intenções de voto. Tarcísio sobe 1% e chega a 13%. Já Rodrigo Garcia salta para 13%, subindo 3% e empatando com Tarcísio. Gabriel Colombo chega a 3%. Felício Ramuth e Altino Júnior somam cada um 2%. Vinicius Point, Abraham Weintraub, Elvis Cezar, somam 1% cada. Brancos e nulos, 20% e não souberam, 9%.

Foto: Montagem Exame/Estadão Conteúdo

#EquipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Kiko Celeguim participa da inauguração do Comitê de Luta dos Bancários em Campo Limpo Paulista

Na noite da última quinta-feira (23), o pré-candidato a deputado federal Kiko Celeguim, esteve em Campo Limpo Paulista, interior de São Paulo.

Foto: Rede social

Ao lado do companheiro Luiz Claudio Marcolino (PT), Kiko participou da inauguração do Comitê de Luta dos Bancários de Jundiaí, em Campo Limpo Paulista, que lutará em defesa da classe trabalhadora e democracia.

Foto: Rede social
Foto: Rede social

#EquipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Kiko Celeguim visita o Movimento Anchieta no Grajaú e a Associação do Tubo, na Zona Sul

Na manhã do último domingo (19), o pré-candidato a deputado federal e vice-presidente do PT de São Paulo, Kiko Celeguim, esteve no bairro do Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, ao lado do deputado estadual, Luiz Fernando (PT), e dos companheiros Hélio Rodrigues (Presidente do Sindicato dos Químicos de São Paulo) e o Deusdete.

Foto: Rede social

Na ocasião, Kiko dialogou com as pessoas que participam do Movimento Anchieta, no Grajaú, sobre a conjuntura do nosso país e do nosso estado e sobre os desafios para o futuro.

Foto: Rede social

Ainda na Zona Sul, Kiko visitou a Associação do Tubo e prestigiou um jogo dos jovens que participam do projeto da associação.

Foto: Rede social

#EquipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Quatro casos em trinta dias que deixaram o país em choque

O resumo do Brasil doentio de Bolsonaro

Os acontecimentos dos últimos trinta dias em nosso país, deixou a todas e todas, em estado de choque, pela brutalidade, perversidade e covardia. Casos esses, que tiveram como vítimas, um homem negro, defensores do meio ambiente e da causa indígena, uma criança de apenas onze anos e uma mulher, em seu ambiente de trabalho.

No fim de maio, Genivaldo de Jesus Santos, um homem negro de 38 anos, morreu asfixiado após policiais rodoviários ferais, o colocarem em uma viatura e junto dele, bombas de gás lacrimogêneo. Genivaldo, que tinha problemas psiquiátricos, chegou sem vida ao hospital.

Foto: Reuters

Na Amazônia, o indigenista Bruno Pereira e o jornalista britânico, Dom Phillips, embarcaram em uma viajem rumo ao encontro de lideranças indígenas, para o livro “Como Salvar a Amazônia”, que Dom publicaria em 2023. Eles nunca mais voltaram! Os dois foram mortos a tiros, queimados e depois esquartejados, por suspeitos de estarem envolvidos com pesca ilegal em terras indígenas.

Foto: Solon Soares/Reprodução

Em Santa Catarina, uma juíza, negou a uma criança de apenas 11 anos, o direito de abortar, após ser estuprada. Além do direito legal ao procedimento, a juíza determinou que a menina, fosse levada para um abrigo, ficando assim, longe do convívio e cuidados de sua família, em um momento de tanta dor.

Foto: Reprodução

E em Registro, interior de São Paulo, a procuradora geral do município, Gabriela Samandello Monteiro de Barros (39 anos), foi espancada pelo seu colega de trabalho, o também procurador, Demétrius Oliveira Macedo (34 anos), cenas que chocaram o mundo jurídico e toda a sociedade brasileira.

Foto: Reprodução

Mas, o que acontece com a nossa sociedade? Um presidente da República que legitima e incita a violência e prega contra as minorias, tem alguma parcela de culpa em meio a esse caos? Esses episódios de brutalidade, também se dá superando Bolsonaro e assim, o derrotando nas urnas?

Essa resposta, será dada em outubro, quando os brasileiros forem às urnas, e decidirem se reelegem um presidente que mais desgoverna do que bons exemplos da a população, ou se preferem a volta da normalidade, da civilidade e da estabilidade, frente à presidência da República.

#EquipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Em clima de São João, Kiko Celeguim prestigia festas juninas em Francisco Morato e Franco da Rocha

Na noite do último sábado (18), depois de uma reunião com moradores de
Taboão da Serra, pela manhã e de quatro reuniões em Embu das Artes, na
parte da tarde e no início da noite, em clima de São João, o pré-candidato a deputado federal, Kiko Celeguim, esteve em duas festas juninas para finalizar o dia, uma no município de Francisco Morato e outra em Franco da Rocha, ao lado do deputado estadual, Maurici (PT).

Kiko Celeguim, deputado Maurici, Padre Willian ao lado do vereador João Raposo e fiéis da paróquia em Francisco Morato

Em Francisco Morato, Kiko foi na quermesse da Paróquia São Vicente de
Paulo, e foi recebido pelo padre Willian Fonseca e por toda a comunidade
pastoral. Em seguida, Kiko foi para o Jardim Luciana, em Franco da Rocha,
município em que foi vereador e prefeito por dois mandatos (2013-2020), no 1º
Juninão do bairro, organizado pelo companheiro de partido, o vereador Dado.

Padre Willian, Kiko Celeguim, deputado Maurici e Talita em Francisco Morato
Na foto, Kiko Celeguim ao lado do vereador Dado no 1º Juninão do Jardim Luciana

#equipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Kiko Celeguim e deputado Maurici, se reúnem com moradores de Embu das Artes

As agendas aconteceram no Jardim Santa Tereza, São Luiz, Santo Eduardo e Vila Regina

Na tarde do último sábado (18), o pré-candidato a deputado federal e vice-presidente do PT de São Paulo, Kiko Celeguim, esteve em duas reuniões no município de Embu das Artes, ao lado do deputado estadual, Maurici (PT).

Foto: Rede social

O primeiro encontro, aconteceu no Jardim Santa Tereza e em seguida, Kiko foi recebido no Jardim São Luiz, pela Rose, onde bateu um papo com os moradores do bairro.

Foto: Rede social

Jardim Santo Eduardo e Vila Regina

Em seguida, partiram até o bairro Jardim Santo Eduardo, onde o encontro foi organizado pelo companheiro de partido e ex-vereador do município, Edvanio Mendes.

Foto: Rede social

E para finalizar o dia de agendas pela região, Kiko e Maurici, foram para o segundo encontro da noite, na Vila Regina, em um bate-papo com os amigos e familiares da Mirian Costa.

Foto: Rede social

#Equipekiko

Compartilha!
Ler Mais

Ex-ministro da Educação de Bolsonaro é preso por corrupção

A operação “Acesso Pago”, investiga a prática de corrupção dentro do MEC, comandada pelo o ex-ministro

 Foto: EVARISTO SA/AFP via Getty Images

Na manhã dessa quarta-feira (21), foi preso em Santos, litoral paulista, o ex-ministro da Educação do governo Bolsonaro, Milton Ribeiro, por suspeita de corrupção no MEC.

O ex-ministro é acusado de tráfico de influência e corrupção, ao operar um suposto esquema de repasses de verba do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), para prefeituras indicadas por pastores evangélicos.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em áudios divulgados esse ano, o ex-ministro, fala aos pastores, Gilmar Santos e Ailton Moura, sobre favorecer municípios que negociassem verbas do FNDE, diretamente com eles. E mais, que o pedido de priorizar tais verbas, para os pastores, era um pedido pessoal do presidente Jair Bolsonaro (PL).

“Foi um pedido especial que o presidente da República fez para mim sobre a questão do (pastor) Gilmar”, disse o ministro no áudio”

Foto: Jim WATSON/AFP

Na época em que os áudios foram divulgados, Boslsonaro afirmou que “botava a cara no fogo”, pela inocência do então ministro.

Foto: Evaristo Sá/AFP

Hoje, a PF cumpriu, ao todo, cinco mandados de prisão e treze de busca e apreensão, em Goiás, São Paulo, Pará e Distrito Federal.

#equipeKiko

Compartilha!
Ler Mais

Kiko Celeguim e deputado Maurici, conversam com militâncias de Osasco e Taboão da Serra

No começo último sábado (18), o pré-candidato a deputado federal e vice-presidente do PT de São Paulo, Kiko Celeguim, esteve no município de Osasco, na região metropolitana de São Paulo.

Foto: Rede social

Ao lado do deputado estadual, Maurici (PT), dos ex-deputados federais, João Paulo Cunha e Valmir Prascidelli, ambos do PT e da querida Cida Cunha, a conversa foi com a militância da região, sobre a atual e futura conjuntura política do nosso país e do nosso estado.

Na foto: Valmir Prascidelli, Kiko Celeguim e João Paulo Cunha
Foto: Rede social

Ainda pela manhã de sábado (18), o pré-candidato a deputado federal, esteve também no município de Taboão da Serra para uma roda de conversa.

Foto: Kiko e Maurici ao lado de grandes militâncias de Taboão da Serra

No encontro com a militância do município, Kiko discutiu sobre: educação, transporte público e economia. Além, de ideias para o futuro do nosso estado e do nosso país. O deputado estadual, Maurici (PT), acompanhou Kiko nesse encontro.

Foto: Rede social

#Equipekiko

Compartilha!
Ler Mais

Demissão, alta dos combustíveis e o crescimento dos lucros para os acionistas

Terceiro presidente em três anos de desgoverno Bolsonaro na Petrobras

Foto: Vinicius Schmidt/Metrópoles

Na tarde da última segunda-feira (20), o presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, (58), pediu demissão do cargo que ocupava na empresa, desde maio desse ano. Coelho, ficou à frente da presidência da Petrobras, apenas 68 dias, sendo o segundo presidente, desde o inicio da redemocratização do Brasil (em 1985), a permanecer por menos tempo no cargo de presidente da estatal. Com sua saída, ele passa a ser a 3ª troca na presidência da Petrobras, desde o início do governo Bolsonaro, em janeiro de 2019. Além do pedido de demissão, Coelho renunciou ao cargo de membro do Conselho da empresa.

Na foto, José Mauro Coelho, ex-presidente da Petrobras. FOTO: Jefferson Rudy/ Agência Senado.

Segundo a Petrobras, Fernando Borges (diretor executivo de Exploração e Produção), assume interinamente o comando da Petrobras, até a aprovação de um substituto. O nome mais cotado para assumir a presidência da Petrobras, é o de Caio Paes de Andrade (secretário de Desburocratização do Ministério da Economia), que fora indicado pelo governo há a cerca de um mês, mas que ainda não fora efetivado devido aos trâmites de substituição do cargo de presidente da empresa.

Na foto, Fernando Borges, que assume interinamente a presidência da empresa. FOTO: Alaor Filho/Agência Petrobras.

É de extrema importância ressaltar, que Coelho, assim como os dois presidentes que o antecederam no comando da Petrobras: Roberto Castello Branco (janeiro de 2019 a abril de 2021) e o general Joaquim Silva e Luna (abril de 2021 a março de 2022), deixaram o cargo por pressão política do próprio governo Bolsonaro e de sua base aliada.

Caio Paes de Andrade, atual secretário Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, nome mais cotado para assumir a presidência da Petrobras. FOTO: Divulgação.
Na foto, Roberto Castelo Branco, ex-presidente da Petrobras, demitido em 2021 por Bolsonaro. FOTO: Paulo Fridman/ Bloomberg/ Getty Images.
Joaquim Silva e Luna, ex-presidente da Petrobras, demitido em 2022 por Bolsonaro. FOTO: Agência Brasil/ Marcelo Camargo.

Coelho, que deixou a presidência da Petrobras nessa segunda-feira, vinha realizando, com aval dos conselheiros indicados pelo Governo Federal, sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis, que tinha reflexo aumento nas bombas de combustíveis. Ou seja, encarecendo o produto para nós consumidores. Reajustes esses, que tiveram aval do Bolsonaro: 14,26% para o diesel e de 5,26% para a gasolina.

Aumento no preço dos combustíveis

Do início do ano, até agora, a Gasolina acumulou um aumento de mais de 9% e o Diesel de mais de 25%. Resultado da adoção do Preço de Paridade de Importação (PPI), em 2016, durante o governo de Michel Temer (MDB), que faz com que o Petrobras siga no Brasil, os preços praticados pelo mercado internacional, o que dolariza os combustíveis no nosso país.

Realização dos pagamentos de dividendos

E ontem, segunda-feira, a Petrobras realizou o primeiro pagamento de dividendos aos acionistas da empresa. O montante é de mais de R$ 48 bilhões. Desse total, quase R$ 18 bilhões, foram para a União e o restante do valor, será divido entre os acionistas minoritários, que, aparentemente, parecem mandar mais na Petrobras, no que o acionista principal, o Governo Federal.

#EquipeKiko

Compartilha!
Ler Mais